Seguidores

Arquivo

O bom design: brick box

Tags: + +


Como li no twitter, "A Pressa fez as pazes com a Perfeição… E o mediador do conflito foi a Gambiarra." Ou como a Necessidade é a mãe da Invenção. Saiba mais no site, hermano: brickbox. E definitivamente é "o bom design". Respeita todos os 10 princípios de Dieter Rams.

Comentar

Móvel sem dinheiro

Tags: + + +


Eu sou das que entregam o ouro. Mesmo. Então vou contar antes de fazer (e testar pra ver se dá certo). Porque praquele projeto, eu preciso de móveis que custem nada, - é um projeto de orçamento muito apertado, requer muita pesquisa - ou quase nada. E não é brinquedo não...


Esse movelzinho é feito de jornal + durex + cola + tecido. Praticamente um projeto McGyver.


O risco de ficar feio e mal feito é pantagruélico, gargantuesco, petrobrastico. Mas vale a tentativa.

Achei no Duitang, uma espécie de Pinterest chinês, que sapeio há algum tempo.

Comentar

Apartamento social revamp

Tags:


Estou hoje trabalhando num projeto de decoração de dois apartamentos sociais. Pouca grana, bastantes soluções alternativas, e muita cor: adoro!


Niqui me lembrei de um outro apê, em Londres, que tem bem a ver com essa história.


As fotos são do New York Times, e é claro que é casa de artista, mas me acompanhe.


Este aqui também foi construído para ser um apartamento social. Um daqueles que a prefeitura constrói em bairros populares. No caso, em Hackney, Londres, que já foi outra coisa, mas agora é um dos bairros que recebe os atletas das Olimpíadas 2012, é onde moram muitos designers e artistas, e foi/tá sendo alvo de um projeto bem legal de design, o Designed in Hackney.


O paralelo pode até ser forçado (e eu sei que pelo menos 1 pessoa há de me espinafrar pela comparação), mas Hackney, em Londres, já foi Madureira, guardadas algumas proporções. Um lugar longe do centro, com um transporte público médio, e explosões de criminalidade. Veja algumas imagens que podem te ajudar a concordar comigo: 1.Hackney 2.Hackney 3. Madureira

Comentar

Ideias fantásticas nos sets de Girls

Tags:


Girls é uma série da HBO, e a Juliana Cunha fala sobre a série melhor do que eu. Eu quero falar dos cenários. Repaaaaaaaara na cabeceira da cama da Hanna. Linda demais, não?


O apê, que nem é minúsculo, tem vários elementos vintage e outros bem coloridos, como os almofadões.


A mesa que um dos personagens fez, e quase destruiu, é linda, me lembrou o trabalho de Ariele.


Olha esse outro apê, que parece saído de um catálogo da Ikea, ou de um daqueles videozinhos (que eu não aguento mais ver) de apartamentos minúsculos salvos pela marcenaria.

Fiquei querendo copiar tudo. :-)

Comentar

Curso pra você!

Tags:


Dia 2 de Junho, às 10h, no Geisha, que fica ali no Rio Plaza Shopping, eu vou estar morrendo de vergonha fazendo um workshop de Ferramentas de Planejamento de Espaço, para quem não é arquiteto ou designer. São instrumentos simples, ideias daquelas "como não pensei nisso antes"? Ou mesmo ideias que você já usa, com ferramentas que você já tem em casa.

O evento é um bate-papo bacana, que vai reunir gente interessada em decoração, ou que acaba de comprar o primeiro imóvel, ou que quer contratar um profissional, mas quer ter mais segurança pra isso. Ou isso tudo junto. É o seu caso, e você vai estar no Rio, de bobeira, no sábado 02/06/12? Vem!

A inscrição é gratis. Basta curtir a página do Plaza Shopping no Facebook e clicar em "Inscrições Workshop", logo abaixo da foto de capa. Preenche com os seus dados, e a confirmação vai ser dada por email.

Sei que você já se animou, mas pra se animar só mais um pouquinho, haverão brindes. ;-) Curte lá!

Comentar

Móveis baratos no Rio de Janeiro

Tags: +

"Sou nova no Rio de Janeiro, e estou com dificuldades de comprar móveis. Quero móveis de madeira mesmo, chega de mdp na minha vida. Onde eu poderia comprar uma boa cômoda? E uma estante? Me deram a dica da rua do Lavradio, mas cômoda com quase 4 dígitos ainda não é minha realidade. Aceito sugestao de móveis usados tambem, brechós, enfim." Cristiane

Cristiane, procurar móveis baratos no Rio, deveria ser o 13º trabalho de Hércules. E a rua do Lavradio, nos últimos 3 anos, teve a maior inflação do mundo. As peças usadas subiram de 100 pratas pra mil contos numa velocidade invejável. E nem estamos falando de móveis de design, né? É do móvel vernacular* mesmo. Constatado o fato, vamos às soluções.


A rua do Catete é repleta de lojas de móveis populares. Para móveis de madeira, procurando bem, dá sempre pra encontrar alguma coisa básica. Ou com potencial. Nada que uma personalização com tinta e puxadores novos não resolva.


Se você quer se aventurar mais, procurar em mais lugares, algumas lojas em frente ao metrô Estácio tem aqueles móveis que vem direto do sul. Não são lojas bonitinhas, do tipo showroom. São mesmo do tipo depósito, mas que tem mesas básicas e cadeiras country interessantes.

Na verdade, lojas assim, você encontra em vários bairros. Vila Isabel tem algumas. Mas essas são em frente a uma linha de metrô, o que facilita.

Se você quer bater perna ainda mais, a Rua Honório, no Cachambi, é conhecida como "rua dos móveis". Particularmente, achei muito "Casas Bahia", com muito móvel brilhante e de aglomerado. Mas tendo tempo, vale o garimpo.


Com relação a brechós, no Rio tá difícil achar algo barato. Ainda dá pra ir na Feira da Praça XV, aos sábados.

Na Lavradio, de vez em quando as lojas mais bagunçadas têm peças em conta, principalmente as mais distantes da Rio Scenarium. (Menos a da Comlurb, que é uma zorra, mas tem preços irreais, começando em mil reais.) Ou a da esquina da Rua do Rezende. Mas não vá em dia de feira, porque os preços incham.

Comprei na Lavradio uma cômoda por R$100, mas num estado que só eu mesma pra comprar. Tive que retirar as folhas de madeira, colar de novo, cortar fora o podre, encher com muuuita massa plástica, lixar duzentas vezes, pintar. E até hoje não consegui parafusos ideais para consertar os puxadores, nem em todas as lojas de ferragens que fui. Então ó, a menos que o preço compense, e a peça esteja em bom estado, (ou que você tenha conhecimentos e ferramentas de restauração de móveis, que aí sim eu digo: go for it, é uma cachaça) é melhor comprar novo, até pra personalizar.

Acho que agora já dá pra (re)começar a procurar sua cômoda, né?

*Móvel vernacular: populares, e produzidos em larga escala, sem o design acadêmico. Ex: tamborete, mesa básica de 4 pernas, cadeira country, etc. A tia Wiki explica melhor.

Comentar

Convite Redesign 2012 - Resultado

Tags:


O feliz ganhador de um convite para a Redesign 2012 (que hoje custa R$1.880) é o Fabiano Santiago. A resposta, escolhida pela organização do evento, foi:

"Acredito que a maneira mais atual de ousar é sendo simples. (...) Ser lindo, simples, e destacar o produto de uma maneira menos agressiva é, ao meu ver, a fórmula perfeita de atrair o consumidor. Já temos muita poluição visual, hoje o que se destaca é o clean."

O “Redesign 2012”, acontece nos dias 24 e 25 de Maio no World Trade Center, em São Paulo.

Comentar

Washi na minha casa

Tags: + + +


Esse é o ultimissississíssimo. Juro. Da série sobre as washi / decotapes.

E aí tavam lá aquelas washi tapes na minha mesa, esperando serviço. E eu olhei pra porta - que tomei asco desde que contratei um pintor... peraí, vou contar a história toda.

Nunca tinha contratado pintor pra pintar nada na minha casa. Sempre pintei eu mesma. Mas eis que não me dou ótima com esmalte sintético e chamei o pintor. Que fez uma bosta de trabalho, e ainda deixou o outro lado sem pintar. E sumiu. Parará, talecousa, fiquei tão chateada que deixei a porta assim. Um dia arrumo. Daí que essa porta é a lembrança disso tudo. Então bora mudar a lembrança, né?


Olha o alisar da minha porta todo trabalhado nas washi tapes. Quem quiser ver o processo todo, clica aqui


Mais peeerto.


Mais perto ainda.

Mas e aí, faço a volta toda, ou deixo só esse lado? (O voto de marido é deixar só esse lado.)

Comentar

Aniversário washitape

Tags: + + +


Juro que é o (pen)último post sobre as tais fitinhas. Mas esse eu precisava mostrar. Um aniversário inteiro decorado com washi tape. O tema? Navio pirata, que em fita preta, decorou a parede.


Fitinhas coloridos decoraram todo o ambiente, na forma de guirlandas, que também ajudaram a compor com o navio.


E os canudinhos, e os barquinhos... Tudo tão fácil! Afinal, quem não sabe fazer um barquinho de papel?


Via Remodelista, que também deu outra sugestão de decoração de aniversário com fitinhas, olha:



Comentar

Sorteio de convite para a Redesign 2012

Tags: + +


O design das lojas é uma das principais estratégias do varejo para seduzir o consumidor. Muito além do lado estético, o design no ponto de venda cria uma verdadeira experiência de compra ao consumidor e agrega valor às marcas.

Para debater o futuro e as tendências do design de lojas, a consultoria GS&MD - Gouvêa de Souza, em parceria com a BYSide Eventos, promovem o “Redesign 2012”, nos dias 24 e 25 de Maio no World Trade Center, em São Paulo.

O evento irá reunir arquitetos, engenheiros, empresas de arquitetura, provedores de materiais de construção, agências de comunicação, shoppings, setores de moda, entre outros.

Quer ir ao evento? O dcoracao.com dá uma mãozinha! Você só precisa responder a uma pergunta:

Qual dica ou sugestão você daria, para que especialistas pudessem ousar no design de lojas, para atrair mais consumidores? 

A melhor resposta ganha de presente uma inscrição (que hoje custa R$1.880). :-)


Regulamento: 
São elegíveis ao prêmio todos os leitores que preencherem esse formulário. As respostas serão aceitas até 21/05, o resultado sai em 22/05. E boa sorte! o/

Comentar

Washi tape, como fazer, onde comprar

Tags: + +

Historinha
A fita crepe japonesa, feita de papel de arroz, não é coisas nova. Mas as cores e as estampas - segundo esse blog - são. Em 2006 um artista foi convidado para sugerir cores e estampas para as washi tapes da MT, e de lá pra cá, ela é o novo glitter do pedaço, a última moda de Paris a Bangu.

É caro?
É. Em geral são rolos grandes. Mas um rolinho pode custar até R$30.


Pra que serve?
Ué, você já viu um monte de sugestões. Nada utilíssimo, mas pode dar a graça que falta pra uma peça, etc. A parede acima foi toda enfeitada com a washi tape gigante, da japonesa WT.

Onde comprar?
Procure por decotape ou washi tape na Tanlup. O Superziper também deu dicas de onde comprar. Várias lojas do Etsy entregam no Brasil, mas tem o frete.


Dá pra fazer?
Bem. Iguaaal não fica. Mas existem várias formas de fazer, com o mesmo efeito. Olha só:
♥ Papel de seda e fita dupla face, aqui.
♥ Fita dupla face + glitter aqui.
♥ Micropore (aquele esparadrapo) + tinta aqui.
♥ Papel de presente + fita dupla face aqui.
♥ Imprima a sua própria, com essas dicas.
♥ De tecido, aqui e aqui.

Comentar

Washi tape (decotape) IV

Tags: + + + +


E a saga da fitinha colorida continua. E o patrão ficou maluco, pois até as escadas ganharam washi tapes. Foto de uma exposição de washi tapes no Japão, onde mais seria?

E agora, de todos os projetos com washi e decotapes, os 2 que mais gostei:


Bora enfeitar o fio sem graça, bora? Amei -> ♥


E esse, 2 linhas amarelas simples, que deram toda a graça para esse quarto que já era bonito. Olha só uma foto do antes nessa matéria da Marie Claire Maison.

E amanhã mostro direitim o que eu fiz. :-)

Comentar

Washi tape (decotape) III

Tags: + +


Você tem lá, aquela janela "devassada" e quer colocar um insufilme? Essa ideia da Marie Claire Ideés é beeem mais bonita. Não sei se é mesmo funcional, mas tá valendo a intenção.


Tem gente fazendo arte com as tais fitas adesivas. (via).


Quer ainda mais ideias? Este blog ensina a fazer a silhueta abaixo. Depois é só emoldurar.


Já esse, nem de moldura precisa, só de 5 telas pequeninas. Tutorial aqui.

♥ Onde encontrar? Procure por decotape ou washi tape na Tanlup. Mas peraí mais um pouquinho, que também terá um post ensinando a fazer.

Comentar

Washi tape (decotape) II - Quartos de criança

Tags: + +


Se tem um reino onde as decotapes são rainhas, é o quarto de criança. Lá dá pra construir casas...


E plantar muitas árvores. Como essa, da Marie Claire Idées. Ou essa abaixo, feita pela designer Nina Invorm.



Pode até ser mais simples, e dela brotarem umas presilhas e flores de cabelo.


E né? Dá também pra fazer um design mais elaborado, pra dar aquela cor que estava faltando. (Essa foto é da Living Etc, abr/2012, a de cima, Pinterest.)

Comentar

Washi tape (decotape)

Tags: + +


Eu vivo comprando fita adesiva estampadinha, sem saber pra que usar. Daí Telinha trouxe mais umas do Japão pra mim, e pensei: agora tenho que arrumar uma função pra elas, antes que me afogue em culpa consumista. Então parti pra pesquisa. Olha só o que andam fazendo por aí com as tais fitinhas.


Dá pra delimitar (mais ou menos, né?) Um mural de inspirações, com fotos, imagens e recados.



Nem precisa ser uma fita linda. Uma fita normal já tá valendo, e organiza a coisa toda.


Dá também pra deixar a borda da estante de mdf com mais bossa. Essa é uma dica valiosíssima, né?

 E dá pra dar aquela tunada no móvel. Que de bonitinho vira bonitaço.


Amanhã, +ideias. Mas o dcoracao.com já falou de decotape antes. Essas fotos eu cavei no Pinterest, e na Marie Claire Idées. Mas achei também um blog inteirinho dedicado às fitas, o All washi tape.

* Eu não sabia que tinha diferença entre decotape e washi tape. Pra mim toda fita colante bonitinha poderia ser chamada de qualquer um desses nomes. Mas parece que é o seguinte. Washi são as de papel. As de plástico são decotapes.

* Onde encontrar? Procure por decotape ou washi tape na Tanlup.

Comentar

Armário turbinado

Tags: + +


Outro dia comprei um armário na Rua do Lavradio. Me pediram R$400, mas não valia R$250, e levei por R$200.


Mas ele tá precisando melhorar o seu uso interno. Então parti pra internet pesquisar. E, ora ora, vejam só. Achei um monte de ideias num só lugar.


Montar um escritório dentro do armário, até parece fácil, tanto que a gente vê em blogs. Não, não é fácil. Mas é possível.


O fundo de eucatex furado ajuda bastante a fixar organizadores. Além de evitar mofo. Mas se o seu armário já tiver fundo, uma barra de metal (segunda foto) ajuda no papel de organizar a bagaça.


Instalar uma mesa rolante é nível samurai. Mas opa, como facilita a vida de quem não tem espaço de sobra.


Modelos assim, pesadões, podem ficar mais leves com pintura mais clara, ou estampa. Eu não apostaria no preto.


Mas o suporte de copos facilita demais a vida da nossa amiga, dona de casa. (Tem no Palácio das Ferramentas, na Saara, no Rio, por menos de 20 contos. E tem nessa loja, onde nunca comprei.)


A versão pet é meio exagero. Mas todo modo, tem a boa sacada da porta interna de quadro-negro.


Esse aqui arrebata meu coração, pelo desenho/marcenaria. #desejei. Fotos todas da BHG.

Comentar