Top Ad unit 728 × 90

Tutoriais:

TUTORIAL

ESQUECER, LEMBRAR

Eu tinha uma noção, mas definição mesmo do que era scrapbooking foi o Dexter quem me deu: “Scrapbooking é a tradição de colocar fotos e recordações em álbuns de recordação de família, com anotações relevantes.” (S3E2)

É isso, né? Um registro carinhoso. Uma versão moderna do antigo álbum de fotografias de família com flores prensadas entre páginas e mechas de cabelo amarradas com fita. As mechas e flores deram lugar pra gravuras, recortes, anotações.

Mas por que “perder tempo” com isso? Bem, eu tenho um diário. Escrevê-lo me torna testemunha da minha própria história. Claro que não escrevo tudo: filtro. Mas o filtro é peneira de palha de batear feijão. O grosso fica. Ao registro posso sempre retornar pra entender melhor. (Afinal distância, medida em quilômetros ou anos, aumenta o entendimento, dá clareza.)


Pessoas são diferentes. Se eu escrevo, é porque essa é a minha forma de me expressar e de registrar. Outras pessoas pintam. O Pablo faz scrapbooking.

Fazer um scrapbook é uma maneira diferente de escrever um diário. E como não me meto a ensinar o que não sei, temos um convidado! Com a palavra, Pablo:


Além dos materiais básicos, usei:
- Papel Kraft, um liso cinza e dois decorados;
- Três tipos diferentes de adesivos de letras;
- Carimbos;
- Duas cores de carimbeiras (Vermelha e Marrom);
- Três botões vermelhos;
- Duas cores de tinta PVA (Preta e Branca); e
- Agulha com linha (Cinza).


1- Depois de decidir o tema da minha página, rascunho o layout, já pensando em cores, formas e elementos, que remetam ao momento da foto. Por exemplo: uso folhas secas para compor uma página onde a foto será de um dia de outono.

2- Preparei um tom de cinza com as tintas, do mesmo tom que pintei a minha parede, e com um pincel médio, fiz um efeito de tinta respingada na folha que usarei de fundo, para remeter à ideia de sujeira de tinta ao reformar o quarto.

3- Antes de começar as colagens e costuras, eu monto o layout da página conforme os rabiscos que fiz. Isso serve para se ter certeza de que vai ficar bom, e no caso de alguma mudança essa é a hora de decidir. Se o projeto for bem complexo, sugiro que você tire uma foto do layout montado, pois se por um acaso você esquecer como era, pode tirar a dúvida.

4- Medi certinho, e recortei os papeis decorados que vou usar para a página. Começo agora à colar os papeis (usando fita dupla face), sempre com os que ficam atrás para os da frente.


5- Como esse carimbo vai ficar por baixo de um outro papel (a foto 2 desse quadro mostra isso), essa é a hora de usá-lo.

6- Depois de colar o papel por cima, vou furar com um alfinete onde será a minha costura. Para isso, use a base de corte e um pedaço de EVA para não "machucar" a sua mesa.

7- Usei costura cruzada. Depois da costura, preguei os botões e fiz a listinha de coisas que comprei para a reforma. Em seguida, colei as fotos, colei os adesivos de letras, que serviram de título da página. (Para ficar no lugar certinho onde você deseja, comece sempre de trás para frente.)

E está pronto. Sempre, depois que termino insiro mais alguns elementos. Nesse caso, costurei uma chave em amarelo, e coloquei um textinho falando sobre a reforma do quarto. Finalmente a página ficou pronta!

No scrapbooking é possível criar muitas coisas com diversos tipos de materiais, basta usar a criatividade. Se você está começando à trabalhar com ele, aconselho usar materiais alternativos, como papeis comuns (encontrados em papelarias). Os materiais específicos não são muito baratos, principalmente aqui no Brasil pois a maioria deles é importada. Eu costumo comprar em sites estrangeiros, demora um pouquinho pra chegar mas fica bem mais barato, e a variedade é imensa."

Quer saber mais sobre scrapbooking? O Google conta muito. Ou vocÊ pode trocar uma ideia com o Pablo. :-)
ESQUECER, LEMBRAR Reviewed by Vivianne Pontes on . Eu tinha uma noção, mas definição mesmo do que era scrapbooking foi o Dexter quem me deu: “ Scrapbo... Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *