Top Ad unit 728 × 90

Tutoriais:

TUTORIAL

PINTE O CHÃO

Paredes pintadas, e a mão nervosa quer buscar outros projetos. Bem, pintemos o chão. Quer ver?
Esse chão rendado vi num blog lindo chamado My Marrakesh.

Quando se trata de um ambiente, eu procuro processar o assunto antes de mostrar. Assim: eu vejo a imagem, arquivo, busco maneiras de alcançar aquele resultado, e/ou junto outras fotos com resultados semelhantes. Muitas vezes faço eu mesma o projeto. E só depois apresento. Mas dessa vez vou mostrar antes. Então quem testar vai mostrar pra mim, combinado? O passo-a-passo eu tirei da finada revista Domino, e adaptei.

O estêncil, dá pra encontrar alguma variedade em lojas de artesanato. Mas também é possível fazer. Já vi um tutorial simples no Casa da Cris, mas é possível encontrar outros mais complexos na internet.

*** PASSO-A-PASSO ***

Material
• Lixa média
• Fita crepe
• Tinta*
• Pincel ou rolinho de no máximo 10cm
• Estêncil
• Papel toalha
• Verniz acetinado à base d’água

*A tinta látex não é indicada pra esse tipo de serviço; se você estiver trabalhando em piso de cimento queimado a melhor opção é a tinta acrílica. No caso de piso de madeira, o esmalte sintético. E, em qualquer um dos casos, a tinta tem que estar bem diluída e distribuída em muitas camadas, para melhor aderência. Outra opção seria a tinta epoxi, que serve pra qualquer tipo de piso, como porcelanato, granito, paviflex, carpete de madeira, e até alguns tipos de cerâmica. Apesar de poder ser aplicado com pincel ou rolo, o ideal seria a utilização com compressor e acabamento com cera industrial para maior durabilidade.

Prepare o chão.
1. Limpe o chão. As superfícies devem ficar limpas de poeira, sujeira e manchas de alimentos. Limpe todo o pó com um pano úmido, quase seco, antes de começar a pintar. Deixe secar antes de continuar. Se o chão for de madeira, lixe com a lixa média. Se for sinteco, vai ter que ser retirado antes.
2. Coloque fita crepe no rodapé, para evitar que se suje.
3. Caso queira pintar a base, aplique camadas finas da tinta de chão. Use um pincel pra pintar nas bordas e o rolo para pintar na área central.
4. As demãos de tinta devem ser sempre muito finas, sendo que a primeira é quase transparente.
5. Dê o tempo de pausa necessário entre as demãos.

Planejamento
Esta etapa serve para planejar a distância entre um desenho e outro.
1. Use a fita crepe para prender o estêncil no local desejado para começar. Não use outro tipo de fita colante, pois apenas a fita crepe é fácil de retirar depois.
2. Marque com o lápis o centro de cada desenho e faça marcas em “+” com fita crepe para identificar/marcar onde o estêncil deverá ficar quando se repetir.

Pinte
É mais comum fazer o estêncil com pincel de cerdas curtas, mas para projetos maiores, como o caso do chão, pode-se usar um rolo de espuma.

Trabalhando com o pincel
1. Com a ajuda da fita crepe, cole o estêncil no chão, de acordo com os locais marcados.
2. Mergulhe o pincel na tinta. O pincel deve estar quase seco, então tire o excesso de tinta com o papel toalha. Se você não respeitar esta regra, a tinta vai escapar e o desenho não vai ficar demarcado. Para ver se a tinta está ok, passe o pincel em uma folha de papel. Se parecer quase seco, está bom.
3. Pinte o estêncil com cuidado, dando batidinhas. A primeira camada deve ser quase transparente. A tinta deve secar rapidamente, para que o desenho não vaze. Se quiser que a tinta fique mais forte, faça mais camadas. Dê o tempo de pausa necessário entre as demãos/camadas.
4. Só retire o estêncil com a tinta seca. Passe para a próxima posição.

Trabalhando com o rolinho
Use um rolinho de no máximo 10cm, e tenha bastante papel rascunho. Não use jornal, senão você manchará o seu trabalho.
1. Com a ajuda da fita crepe, cole o estêncil no chão, de acordo com os locais marcados.
2. Coloque um pouquinho de tinta em uma bandeja (eu uso muito tampa de sorvete).
3. Passe o rolo na tinta e role na parte seca da bandeja, tentando distribuir a tinta na espuma do rolo.
4. Passe o rolinho no papel, para remover o excesso. A tinta deve ficar no papel quase como se estivesse seca.
5. Passe o rolo cuidadosamente pelo estêncil, com cuidado para não aplicar nenhuma pressão.
6. A tinta deve ser passada em camadas extremamente finas. Se quiser que a tinta fique mais forte, faça mais camadas. Dê o tempo de pausa necessário entre as demãos/camadas.

Finalização
1. Se você acidentalmente aplicar muita tinta, e perceber que a tinta vazou, não se preocupe. Continue até terminar o chão. Quando a tinta estiver completamente seca você pode voltar e retocar
2. Quando o estêncil estiver complete e seco, aspire o chão ou limpe com um pano seco, para remover a poeira.
3. Aplique uma camada de verniz poliuretano à base d’água para proteger o trabalho.
4. Deixe secar completamente antes de andar no chão.

Nota: Este post teve a ajuda da arquiteta Luisa G. Dominoni.
PINTE O CHÃO Reviewed by Vivianne Pontes on 17.2.09 Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.