Top Ad unit 728 × 90

Tutoriais:

TUTORIAL

A distância entre arte e arquitetura

♥♥ O ASSUNTO AQUI NÃO É O PAPEL DE PAREDE ♥♥


Eu acho que é isso que anda faltando na arquitetura e decoração no Brasil (principalmente): ARTE. Não falo da arte das galerias, dos leilões. Falo da arte de um piso interessante, de um teto trabalhado com beleza (ao invés de com luzes estroboscópicas e gesso em camadas :-/).

Em nosso tempo, parece que o adorno desceu pelo ralo. A arquitetura é só funcional (quando é). Em contraposição ao Art Nouveau, Art Decô, e até ao Modernismo, o que temos agora? Pseudo-funcionalismo. Ou funcionalismo de intenção. (E nem preciso repetir o cliché-chiclé: "de boas intenções...")


Porque esses movimentos - Art Nouveau, Art Decô, Modernismo, etc. - eram artísticos mas também arquitetônicos. E hoje, fala-se tanto em Design, mas tá faltando amálgama, entre arte-design-arquitetura.


Venho pensando muito nisso. Outro dia fiquei horas vendo fotos da Majolikahaus. E pensando em como a necessidade do barateamento das obras reduziu a parede a parede. A porta a porta. Despidos de detalhes. Mas aí vêm as portas pivotantes, aquela coisa assustadora da maçaneta gigante e cromada. E cara. Cara mas que não agrega valor, entende? Não valor real. Não arte.

Deixa eu explicar melhor. Não acho que de fato a casa/apartamento barateou ao longo dos séculos - embora eu precise de números pra embasar o achismo. Acho que tá mais caro e mais insípido. Maximizou o lucro da construtora. Maximizou a reprodutibilidade do projeto. (5 prédios pelo preço do projeto de 1, pra construtora, é claro.) E isso não é uma crítica somente à construtora, é ao "sistema". Faltam casas, o mercado imobiliário está aquecido, então qualquer coisa vende. E se não temos uma população educada em gosto, é fácil convencer que porcelanato e vidro é o que há.

Sem falar no problema da mão de obra de pedreiro, pintores, dos atrasos dos marceneiros (minimizado pela facilidade de trabalhar o mdf, e loop, mais uma padronização pelo fácil).


E então vi esses papéis de parede da Catalina Estrada pra empresa espanhola Coordoné, e tive uma epifania. É isso. Falta coragem, falta ousadia. Nos pasteurizamos. E olha que se fosse pra colocar na minha casa eu não colocaria esse papel. O "nos pasteurizamos" inclui a mim. Mas não se limite ao papel de parede (decoração, revestimento), olhe os pisos, as portas, o teto dessas fotos (arquitetura). Tudo acrescenta, nada é neutro.

Talvez esteja confuso, mas dá pra começar nossa conversa. Então me fala o que você acha. A arte se distanciou da arquitetura e da decoração, ou essa é uma visão (de) pobre?

E não custa lembrar de novo:

♥♥ O ASSUNTO PRINCIPAL NÃO É O PAPEL DE PAREDE ♥♥
A distância entre arte e arquitetura Reviewed by Vivianne Pontes on . ♥♥ O ASSUNTO AQUI NÃO É O PAPEL DE PAREDE ♥♥ Eu acho que é isso que anda faltando na arquitetu... Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *