Seguidores

Arquivo

ÁRVORE DE NATAL

Eu acho que devíamos mesmo todos nos engajar na campanha Duas Fridas/Claudio Luiz: “que o alcaide determinasse por decreto que toda e qualquer decoração natalina pública só será permitida a partir de 1º de dezembro. 25 dias esbarrando em papais noéis, bonecos de neve e pisca-piscas luxuriantes é mais que suficiente.”

Dito isto preciso de dizer que gosto de Natal. Adoro o Natal. O Natal ideal, com casa enfeitada, cheia de gente, conversa divertida, amigos presentes. O meu minúsculo natal andou meio mais-ou-menos nos últimos anos. Só as luzinhas enfeitaram a casa, mas essas acho que nem contam direito, já que ficam o ano inteiro pela casa mesmo.

Juntando o início de dezembro com a vontade de vestir a minha casa de festa pra comemorar um ano feliz, essa semana oficialmente começo a decoração de Natal no de(coeur)ação. E pra começar, a árvore.

 

Adoro a explicação da tia Wiki pra árvore+natal. Segundo ela, um certo dia, Martinho Lutero, o da reforma protestante, estava andando por uma floresta de pinheiros e viu o céu estrelado. Lembrou-se que, na bíblia, Deus disse a Abraão que sua descendência seria tão numerosa quanto as estrelas existentes no céu. A descendência é simbolizada por frutos de uma árvore.


Tia Wiki diz também que o pisca-pisca representa as estrelas. As bolas simbolizam os bons frutos. E eu digo que independe da sua religião, achar bonitas coisas como estrelas e bons frutos. E que o Natal é um momento perfeito pra praticar o hedonismo solidário.


As árvores de madeira são do Wood&Stool. A de coleção de cacarecos é do Flickr da Jane Schouten, e você já deve ter visto por aí.