Top Ad unit 728 × 90

Tutoriais:

TUTORIAL

Se a pergunta é carpete, a resposta é rinite.


Por Carolina Mendes

Tava sumida, né? Eu sei. Vida atravancou e a Vivi sofreu as consequências.

Quem me odeia pode ir chorar no cantinho, continuo por aqui. Quem me ama pode divulgar e comentar. :-)


Eu sou nascida no tempo em que existia só carpete verde, vermelho, azul, cinza azulado e amarelo ouro. Conta minha mãe que quando eu nasci (não sei se ainda é assim) o pediatra recomendou que o carpete do meu quarto fosse coberto por um plástico grosso, pra evitar contato com os ácaros.

Entenda, mesmo que tenha mudado e evoluído, o dono de um belo piso acarpetado é antes de tudo um conformado. Ele se conformou com o fato de que a residência de um modo geral nunca será um lugar LIMPO. RiniteRiniteRinite.


Ah, mas minha empregada aspira todo dia.

Pois, minha nêga. Segura minha mão: carpete é inlimpável. Se um dia, você tiver um rompante de higiene e bom senso, e resolver arrancar seu lastimável carpete, vai entender o que eu estou dizendo.

E quando cai alguma coisa no carpete? Não dá pra tirar, lavar e colocar no sol. Ah Carolina, mas vc pode chamar uma empresa especializada e eles fazem aquela limpeza a seco, química. Meu caro amigo, a única forma de limpar a seco: varrer ou aspirar. A tal da espuma não só tem líquido como deixa o seu carpete meio cagado, com uma consistência estranha. Ensebado, ousaria dizer.

Outra questão: carpete fica marcado pelos móveis. Se seu quarto tem carpete, experimenta mudar sua cama de lugar. Vai ter um retângulo medonho. Se bem que, nos apartamentos de hoje em dia, mudar móvel de lugar é empurrar meio palmo pro lado. Tamanha a amplitude perimétrica o entorno desocupado.

Outra questão: MORAMOS EM UM PAÍS TROPICAL.

Leia: quente e úmido. Logo, seu tapete granfino e felpudo, que custou o mesmo que um carro popular, é inadequado. Vai ficar encardido e cheio de criaturinhas escrotas. Talvez mofe. Já vi uma casa de praia que tinha carpete nos quartos e um budum no ar.

Adianto: sisal é uma merda. Repito: sisal é uma merda. Tente andar descalça ou de salto por sobre um tapete de sisal. Um tormento. Aliás, questão que se repete por quase todos esses tapetes de fibras naturais metidos a rústicos. Esqueça o adjetivo "confortável". Minha senhora, madame, amiga dona de casa: não. Não faz dessas.

A não ser que seja pra tapar um porcelanato medonho, e você more num lugar onde o carpete de madeira não chegou. Aí eu entendo.

Bêjo saudade docêis.

Carolina Mendes é paulistana, escritora e implicante.
Se a pergunta é carpete, a resposta é rinite. Reviewed by Vivianne Pontes on . Por Carolina Mendes Tava sumida, né? Eu sei. Vida atravancou e a Vivi sofreu as consequências.... Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *