Top Ad unit 728 × 90

Tutoriais:

TUTORIAL

Sobre decorar, uma discussão


Gosto. Quanto mais eclético é o nosso gosto, maior é o risco de termos muitas coisas que não funcionam bem juntas em um mesmo espaço. Quanto mais variadas são as coisas e estilos que gostamos, maior é a chance de nossa casa parecer uma penteadeira de cigana. Para o bem e para o mal. É muito simples a razão: afinal, quem edita a própria casa como um todo? Somos muito emocionais e impulsivos quanto à decoração e às compras, e nem deve ser muito diferente.


Planejamento. O comum é é escolhermos móveis e objetos com o tempo e aos poucos, e fica faltando um plano ou uma imagem mental de como queremos que o espaço seja lá no fim. E então mudamos de ideia muitas vezes e compramos coisas sem pensar muito. E estamos sempre durante a decoração de nossas casas. Ou você pode dizer que sua casa está pronta? Pensar e planejar demanda foco, e isso é algo bastante desafiador quando se trata de nossa própria casa e de nosso orçamento. Mas é exatamente aí que devemos começar.

Orçamento. Me diz aqui se você tinha um orçamento fixo desde quando se mudou pra sua casa? Raro, né? Mas você pode fazer isso agora. Pense no quanto você está disposto a gastar, encare a lista do que você precisa, e se conforme com o tempo que isso irá levar. Esse é um dos ensinamentos da decoração: paciência.


Tudo novo? Acredito que não é interessante comprar tudo de uma vez e tudo novo (mesmo aqueles que podem pagar), porque leva tempo para sabermos como nos sentimos em/sobre um espaço e o que realmente precisamos. Outro dia li (ouvi?) alguém se perguntar: "- Mas como não se ter um vasinho pra levar pra casa nova? Uma escrivaninha de infância? Uma mesa de canto?" Decoração é memória. Ter uma casa toda nova é renegar a própria história, e isto dificilmente é psicologicamente saudável.


Então como?  Comece listando o que você precisa e o que você já tem. Foque no básico e tente ser racional com as escolhas, especialmente quanto a móveis maiores e mais determinantes, como mesa de jantar e sofá. Considere se programar financeiramente para comprar peças que você realmente ama, mesmo que sejam mais caras. Pense em gostos mais duráveis: um móvel que você ama de paixão há teeeeempos, dificilmente você vai querer trocar quando tiver, e isto sim é financeiramente interessante. Pense também em móveis com mais de um uso, uma mesa que aumenta e diminui, nichos que podem ser reposicionados em outros ambientes, e que tais.

Ajuda profissional? Projetar e decorar não são a mesma coisa. Pra projetar é muito bom ter uma ajuda profissional. Isso pode te economizar dinheiro na hora de decorar, ao mesmo tempo que facilita chegar a um objetivo - já que conhecer o destino (o projeto) facilita o caminho. Um bom designer tem experiências de materiais, fornecedores e 'edição' de ambientes que fazem valer o preço. Considere essa possibilidade.

E agora, me diga o que acha disso tudo?
Sobre decorar, uma discussão Reviewed by Vivianne Pontes on 29.9.11 Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.