Top Ad unit 728 × 90

Tutoriais:

TUTORIAL

Porcelanato só pra ficar com cara de ryyyca? #not #5


Por Carolina Mendes

Quando eu tinha uns 20 anos, minha prima me pediu pra ir com ela e um flerte para o Guarujá, litoral paulista. No caminho, o JÊNEO deixou o carro aquaplanar, e no susto freou sobre a poça d'agua, provocando uma capotagem que abriu minha testa. Testa costurada, carona pra voltar providenciada, tinha que dar a notícia pra minha mãe. 12 pontos atravessando a testa não são algo que se possa esconder.


Inventei essa história cretina, que de tão cretina podia ser verdade:

"Estava voltando da praia, tomei uma chuveirada pra tirar a areia, pulei na piscina e fui pro terraço. Estava com os pés molhados, escorreguei no piso de porcelanato e bati a cabeça na quina da mesa. Abriu um pouquinho, levei pontos mas já estou em casa e estou bem."

Minha mãe acreditou. Quase. Depois de contada a história ela perguntou: fala a verdade, você estava bêbada.

É mãe, eu estava bêbada. Melhor do que dizer que tinha ido com minha prima passar o final de semana na casa de um idiota que ela tinha acabado de conhecer, e que esse idiota tinha aberto minha testa. Enfim. Única vez na vida em que eu curti porcelanato.


Você pode argumentar que é chique. Que é caro, que fica modernoso. Mas não me diga que é um boa idéia. Escorrega. Pra caralho. Se é branco sua vida vira um inferno de vassouras e se é preto um inferno de panos. E sua sala passa a parecer um enorme banheiro.

E é desagradável pra pisar descalço e de meia escorrega. E os tapetes ficam feios em cima deles. E me desculpe informar mas não é mármore. É CA-FO-NA. Deal with it.

E existem tipos e tipos de porcelanato. Me disseram que o super branco e o super preto são os mais caros. Aqueles begeados todos são popularescos. E parece também que quanto maior a pedra, mais bacana fica e mais caro é. Vou usar como critério pra julgar a imbecilidade da pessoa que gastou uma fábula pra ter uma casa que parece (ok, não vou chamar de banheiro), um hall de escritório.


Mas é caro, então o povo acha chique. Eu troco por um belo chão de tacos.

E eu julgo. E tenho quase certeza que acerto dizendo que a fulana dona do piso de porcelanato já fez ou fará plásticas rejuvenescedoras. E sonha em ter uma BMW X5. Já até estou vendo o povo nos comentários beirando a histeria, mas é verdade em mais de 80% dos casos.

Agora, de fato poderia ser pior. Poderiam ter uma sala de piso frio de cozinha.

Ah, mas é tão prático. Passa um pano e tá limpo. E as crianças podem correr e brincar. E pode arrastar os móveis sem se preocupar em riscar, como riscaria o piso de madeira. Sério, que vida é essa?

Tenho uma ideia: aproveita e reveste os sofás com tecido emborrachado também, e deixa o plástico das laterais do carro 0 KM. É prático e pode todo mundo agir sem cuidado nenhum. Todo mundo pode fazer o que quiser.

E assim caminha a humanidade, vitrificada. Só passar um pano e fica com cara de rico. Novo rico.

Carolina Mendes é paulistana, escritora e implicante.
Porcelanato só pra ficar com cara de ryyyca? #not #5 Reviewed by Vivianne Pontes on . Por Carolina Mendes Quando eu tinha uns 20 anos, minha prima me pediu pra ir com ela e um flert... Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *