Top Ad unit 728 × 90

Tutoriais:

TUTORIAL

...

Às vezes o fardo é mais pesado, e o calor é mais ardente, e o cansaço chega ao talo, na alma. E esta semana, mais que outras, começou no domingo.

Domingo peguei um ônibus errado às 10 da noite, sozinha. Porque marido tava a trabalho e tinha que ficar mais. E eu pensei “pra que táxi, se é tão pertinho?”.

E por querer colocar roupa bonita na casa praquela moça bacana da revista, quis fazer todas as coisas que ando procrastinando ad eternum. E pra pintar a porta, já que ando por demais cansada, e queria evitar a crise alérgica que o esmalte sintético me provoca tem vez, contratei um pintor pra vir na segunda. Ele apareceu aí? Porque aqui não veio.

Mas veio na terça. E fez a merda que já contei. E deixou a porta assim, entre uma demão e outra. E não apareceu na quarta.

E por ser quarta, e estar no meu cronograma, fui pintar a parede da sala de jantar. E eu gosto de pintar paredes, porque me lembra a Ayla, que me ensinou a pintar paredes e a prestar atenção nas coisas. E como tio Torrent estava animado, me presenteou com Julie&Julia, e pintei a parede, sozinha em casa, ouvindo que “não existe essa coisa de manteiga demais”. E vendo a história de como um blog mudou a vida da Julie. E viu Deus que era bom.

E fui dormir depois da meia-noite. E acordo às 6. E então veio hoje, e meu trabalho tem ficado cada dia mais difícil, nem quero mais reclamar do chato que pediu pra ser chato no vale do eco, e eu tinha que ir à Barra conversar com a prof. Edna, que é um doce, e a UVA estava em festa. Mas eu voltei de ônibus, o que levou 2h, na hora do rush. E cheguei em casa às 8:30, querendo chorar pensando em todas as coisas que tenho que fazer. E que não ia ter jantar porque marido está trabalhando muito. E que ia ter que colocar as coisas no lugar, por conta da pintura de ontem, e ainda ia tenho que reforçar o chão com o veneno de pulgas, que a infestação está passando, mas não se pode cochilar.

Passei na portaria e entreguei o aviso que havia escrito, pra pregar nos elevadores, sobre vazamentos, porque sou do conselho do condomínio, e o porteiro me disse que tem reunião amanhã, que era o dia que eu tinha reservado pra comprar o tecido pra uma cortina nova pro quarto dos piolhos. E me entregou uma carta.

E quando abri a porta de casa, meu ombro pesou mais, por enxergar a bagunça real, não mais a bagunça lembrada. E então abri a carta.

Oi, Vivi, tudo bem contigo? Andei vendo tanta coisinha linda de crochê no blog e lembrei de algumas toalhinhas mimosinhas que minha mãe fez. Ela já não está mais entre nós e, certamente, adoraria que suas "obrinhas de arte" fossem para as mãos de alguém que pudesse apreciá-las, e gostaria de mandar uma delas pra você. Este mimo está sendo enviado com muito, muito carinho. Solange.

A vida de quem mesmo que mudou com um blog? Porque não há remédio melhor pro meu cansaço do que o que a Solange me deu. Porque é assim, quando eu mais preciso, que vem um de vocês e me refresca. Obrigada.
... Reviewed by Vivianne Pontes on . Às vezes o fardo é mais pesado, e o calor é mais ardente, e o cansaço chega ao talo, na alma. E esta... Rating: 5

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *